Oficinas da Jornada são um espaço de aprendizado em Agroecologia

Espaços de formação contribuem para aproximar participantes a conhecimentos e práticas agroecológicas 

Por Rita Hilachuk

Iscas de própolis para abelhas, aproveitamento de bambu, confecção de colares naturais: essas são algumas das oficinas que fazem parte da 19ª Jornada de Agroecologia, realizada no Campus Rebouças da Universidade Federal do Paraná (UFPR). As atividades proporcionam ao público conhecer práticas sustentáveis, e também colocá-las em prática.

Uma das oficinas desta quinta-feira (23) foi a de Uso Sustentável do Bambu, ministrada por Nailton de Lima, agente de apoio do Centro Paranaense de Referência de Agroecologia (CPRA). Há mais de 18 anos, ele utiliza a planta de diversas formas e destacou sua versatilidade. “Às vezes, o bambuzal está na propriedade e as pessoas não sabem da utilidade dele. Começam a tacar fogo e passar veneno, acreditando que é uma praga, sendo que você pode utilizá-lo para fazer casa, bicicleta, utensílios de cozinha”, explica.

Oficina de uso sustentável de bambu. Foto: Rita Hilachuk

“Eu adorei o espaço, ficou organizado de uma forma muito orgânica e podemos conversar e tirar dúvidas”, comenta a engenheira química Natália Leal. “Vim para a oficina com interesse de aprender e fiquei admirada com o quanto de utilidade que o bambu pode ter nas construções. É o que precisamos. Temos a universidade como um local de compartilhamento de conhecimento e é fundamental que tenhamos a natureza presente  como bagagem de novos engenheiros e arquitetos”, completou. 

Abelhas Nativas

Outra oficina que também aconteceu hoje foi a de Abelhas Nativas – Confecção de iscas e extrato de própolis. Nela, os participantes aprenderam mais sobre o manejo da espécie e levaram para casa materiais para iniciar o cultivo. “Tem muita gente na cidade que gosta de abelhas e é uma área que me interessa muito. Tenho com o tempo buscado colocar mais caixas, meus pais, que moram na área rural, começaram a trabalhar com isso também”, disse Gustavo Martins Guimarães, gastrólogo e integrante do Mutirão Permanente Contra a Fome e do Coletivo Hortas Curitiba.

Oficina de Confecção de iscas para abelhas e extrato de própolis. Foto: Leandro Taques.

“É o mínimo que a universidade inclua a agroecologia. São coisas muito elementares quando você fala de agroecologia, permacultura, nada mais é do que aproveitar o espaço que você já tem. Então promover esse espaço na universidade é uma espécie de permacultura do conhecimento”, destacou Gustavo.

Jornada de Agroecologia

A Jornada de Agroecologia teve início ontem (22) e segue até 26 de junho. O evento é realizado no Campus Rebouças / Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e também reúne seminários, feiras, artesanatos, shows, entre outras atrações que aproximam o que é agroecologia do público.

Confecção de iscas para captura de abelhas sem ferrão. Foto: Leandro Taques.

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.