Categoria 15a Jornada

Modelo agrícola alternativo corre o risco de ser controlado pelas multinacionais

Em entrevista, o professor Victor Pelaez Alvarez comenta a recente fusão entre a Bayer e a Monsanto e afirma que o negócio faz parte de um processo que vem se acentuando desde os anos 1990 Do IHU On-line A produção agrícola alternativa, que não utiliza agrotóxicos, nos próximos anos possivelmente também será controlada por um grupo de menos de cinco multinacionais que hoje dominam o mercado mundial de agrotóxicos e sementes transgênicas. Segundo Victor Pelaez Alvarez, empresas como Monsanto, DuPont, Syngenta, Dow e Bayer já estão investindo em herbicidas produzidos à base de insumos biológicos, e quando os órgãos reguladores…

Em áreas de commodities, índices de malformados é 300% acima da média, diz defensor

Marcelo Novaes, da Defensoria Pública, é membro do Fórum Paulista de Combate ao Impacto dos Agrotóxicos e Transgênicos Por Nadine Nascimento Do Brasil de Fato  Há sete anos, o Brasil é líder mundial no uso de agrotóxicos e muitas substâncias vetadas em outros países continuam sendo vendidas aqui. O consumo médio mensal per capita é de 5,2 kg de veneno agrícola no país. Só o estado de São Paulo consome cerca de 4% de todo veneno produzido no mundo. Malformações, intoxicações, alguns tipos de câncer e empobrecimento e contaminações do solo são alguns dos efeitos graves atribuídos ao uso massivo…

Orgânicos na merenda em Porto Alegre: agora é Lei

Depois de São Paulo, Porto Alegre se tornou a segunda capital do País a ter garantido por lei uma merenda mais saudável. Do Coletivo Cidade Mais Humana Foto de capa: Mirele Pacheco/PMPA Alimentação mais saudável para as crianças é o objetivo da Lei 12.125, que “obriga o Executivo Municipal a adquirir produtos orgânicos para serem incluídos no cardápio da merenda escolar dos estabelecimentos da rede municipal de ensino”. Mais um avanço conquistado com forte mobilização coletiva. O texto, aprovado pela Câmara em 18/08, definiu percentuais para a compra de alimentos livres de agrotóxicos: 10% a cada ano até chegar a…

“Na maioria das vezes os danos causados pelos agrotóxicos são irreversíveis”, alerta tenente de Partulha Ambiental

“Na maioria das vezes os danos causados pelos agrotóxicos são irreversíveis”, alerta tenente de Partulha Ambiental Por Catiana de Medeiros Fotos: Daniel Piovesan “Os impactos dos agrotóxicos na saúde e no meio ambiente” foi tema de palestras realizadas pelo grupo de trabalho sobre agrotóxicos do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) de Ijúi na última terça-feira (16), no município de Joia, no Noroeste do Rio Grande do Sul. Dezenas de assentados e assentados da reforma agrária participaram do encontro no Assentamento Rondinha para debater a realidade da região, uma das que mais usa veneno no estado, e pensar…

Dos redutos aos acampamentos, herança da Guerra do Contestado permanece presente

No centenário do fim da maior guerra civil camponesa, marcaram presença na 15ª Jornada de Agroecologia Por Ednubia Ghisi Foto: Joka Madruga Edição: Camila Rodrigues da Silva No ano do centenário do fim da Guerra do Contestado (1912-1916), as memórias e heranças da maior guerra civil camponesa brasileira marcaram presença na 15ª Jornada de Agroecologia do Paraná, realizada no final de julho. O evento ocorreu no município da Lapa, sul do estado, terra que fazem parte do território Contestado e por onde andou o monge João Maria D’Agostini, um dos profetas precursores e inspiradores da resistência cabocla. A continuidade da luta…

Leonardo Boff: “Quem vai derrotar o capital será a Terra”

Para teólogo, sociedade já começa a produzir alternativas de vida a partir do cuidado com a “Casa Comum” Camila Hoshino e Camila Rodrigues da Silva – Lapa (PR) A humanidade não será capaz de derrotar o capital, mas já começa a organizar novos padrões de sociedade que podem evitar o fim do planeta. Essa é a análise do teólogo, escritor e professor Leonardo Boff sobre o futuro da “Casa Comum”, termo cunhado pelo Papa Francisco para se referir ao mundo em que vivemos. “Eu acho que não conseguiremos derrotar o capital com os nossos meios. Quem vai derrotar o capital será a…

Jornada de Agroecologia reafirma necessidade de construir espaços de resistência e autonomia frente ao capital

Por Iris Pacheco e Michele Torinelli Durante quatro dias de atividades, cerca de 3000 mil agricultores e agricultoras, estudantes, pesquisadores, entre outros, mais uma vez, construíram uma nova página na história do Movimento de Agroecologia. Para Diego Moreira, da coordenação do MST, são 15 anos de Jornada, construindo esse Movimento de Agroecologia para que homens e mulheres possam viver dignamente. “Nestes 15 anos, lembramos das batalhas contra a Monsanto e a Syngenta. Lembramos dos nossos mártires, como o companheiro Keno, e neles nos fortalecemos para continuar na luta em defesa da terra e do território da biodiversidade”, afirma. É com…

“O agronegócio tem a indústria cultural como aliada”, afirma militante

A militante do Coletivo de Cultura do MST, Ana Chã, participou da conferência da manhã desta sexta (24), junto ao Roberto Baggio Por Camila Rodrigues da Silva “Há estudiosos que avaliam que hoje a lógica do capital é cultural. Por isso, precisamos entender essa lógica para combatê-la”. Assim começa a apresentação da militante Ana Chã, do Coletivo Nacional de Cultura do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) no terceiro dia de atividades da 15ª Jornada de Agroecologia, nesta sexta (29). “A base da construção do agronegócio vem da Revolução Verde, no final dos anos 70. E foi nessa época…

Debate aponta ameaças legislativas para as Sementes Crioulas

Por Franciele Petry Schramm O teste realizado com uma das variedades de milho expostas na 15ª Jornada de Agroecologia indicou que a espiga estudada não possui proteínas geneticamente modificadas – é uma semente crioula. Porém, encontrar uma semente que não contenha elementos transgênicos não é mais tão fácil, desde que houve a primeira liberação comercial de uma variedade de milho transgênico no Brasil, em 2009. Segundo levantamento realizado pela AS-PTA Agricultura Familiar e Agroecologia, quase 130 variedades de milho crioulo podiam ser encontradas há 10 anos na região Norte do Paraná. Atualmente, é difícil encontrar mais de 50 variedades. “Se…